top of page

Día de los Muertos: saiba mais sobre o tradicional Festival do México


2 caveiras: 1 azul e outra branca enfeitadas com maquiagem do Día de los Muertos. Há também sobreiros dos mariachis, além de toda um decoração com cesto de frutas


O Día de los Muertos é uma tradição do México que celebra a ancestralidade. Uma festa para pavimentar, deixar mais bonito, aromático e iluminado, o caminho das almas de volta para casa. E, bem antes desta noite chegar, na virada de 1 a 2 de novembro, começam os preparativos para essa festa, que invadem os cemitérios, as ruas e as casas dos mexicanos por todo o país.


As famÍlias vão as cemitérios e colocam velas e depositam flores chamadas cempasúchil (calêndula asteca) os “malmequeres”, no túmulo de familiares e convidam as almas para uma visita ao mundo dos vivos. Muitos outros elementos contribuem para a beleza dessa festa, como panteões iluminados, caveiras e catrinas (representação do esqueleto de uma mulher), papéis picados, oferendas de comida (como o tradicional pan de muerto e calavera, caveiras açucaradas), bebida, música, desfiles e bandas marciais.

Se pensamos em um lugar que não pode faltar durante esse período, a pitoresca Oaxaca deve estar no topo de qualquer lista. Aqui, historicamente, acontece os desfiles e festas mais importantes e coloridas de todo o país. A busca por visitar o México nessa data e se hospedar em Oaxaca é tão grande, que a cidade chega a ficar sem vaga nos hotéis, com até 3 anos de antecedência!


Origem da celebração mexicana

Nas culturas pré-hispânicas mexicanas havia vários momentos para celebrar os mortos. Quando alguém morria, era enterrado enrolado em uma esteira e seus familiares organizavam uma festa para orientar a alma na viagem até Mictlán (mictlan significa “lugar dos mortos”).


Acreditava-se que havia 4 diferentes destinos para as almas, categorizados de acordo com o motivo do passamento: o Tonatiuhichan (o lugar para onde iam guerreiros mortos em batalha, capturados para sacrifício, mulheres grávidas ou as mortas durante um parto); Tlalocan, para onde iriam todos aqueles que morreram por causas relacionadas à água; Chichihualcuauhco, um lugar para os bebês mortos e Mictlan, o reino dos mortos.


Com a chegada dos espanhóis, foram incorporados outros elementos e práticas que são a mistura entre as 2 culturas e um bom exemplo do sincretismo de crenças tradicionais. Houve o acréscimo de elementos às celebrações, como cruzes católicas e velas.


Roteiro em grupo especial da DUO

Para vivenciar bem de perto a celebração do Día de los Muertos, organizamos uma viagem especial em grupo, na companhia de outros brasileiros, com a curadoria do escritório da Caribbean Tours, no México, de 25 de outubro a 11 de novembro de 2024. Essa viagem é a chance de testemunhar essa celebração na cidade mais famosa nesse quesito: Oaxaca. Além disso, será uma verdadeira viagem pela cultura mexicana, desde o período pré-colonial, incluindo povoados pequenos, bucólicos, como se estivessem parados no tempo.


Desertos tomados por cactos, árvores imensas, povoados coloridos; tudo isso regado a gastronomia mexicana, com uma boa dose da cultura, tradições Maias e pitadas de cristianismo.


Passeios de barco e cachoeiras dão ainda mais graça ao roteiro. Os hotéis escolhidos são uma combinação de propriedades 3*, 4* e 5*. Na Playa del Carmen, o hotel é all inclusive, frente mar. Buscamos, na maioria dos lugares, os melhores hotéis possíveis para acomodar esse grupo boutique, com no máximo 14 brasileiros pra lá de especial!







Comments


Posts Em Destaque
Posts Recentes
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Instagram Social Icon
  • Twitter Basic Square
bottom of page