11 razões para ir ao Sri Lanka em 2021


Homem de costas observando a pedra do leão ao fundo, no Sri Lanka


O Sri Lanka é uma ilha mágica e encantadora localizada nas águas remotas, ao sul da Índia. Uma pérola brilhante e exótica que tem o litoral tomado por coqueirais que dançam no vai e vem da brisa do mar, além de abrigar uma mata salpicada por intensas cachoeiras. O país viu florescer cidades vibrantes com recantos repletos de templos budistas, hindus, igrejas e sinagogas.


Por aqui, passaram holandeses, ingleses e portugueses, cada um deixando um pouco de si nessa cultura miscigenada. Uma terra tomada por picos, adornada por florestas e rica flora.


Sri Lanka abrirá suas fronteiras no dia 21 de Janeiro, sem restrições para brasileiros. Basicamente, a exigência é o teste negativo de PCR 96 horas antes da chegada do país, e preencher um formulário de saúde, além de um seguro viagem com cobertura COVID-19, com cobertura mínima de USD 50 mil. Para informações sempre atualizadas, consulte o site oficial do governo: srilanka.travel/helloagain


Os hotéis estão reabrindo e autorizados a receber turistas somente quando todos os protocolos de segurança foram certificados pelas autoridades sanitárias do país. Hotéis aprovados recebem uma espécie de selo.


Nesse artigo, trazemos 11 razões para ir ao Sri Lanka, além de dicas da SITA para você comercializar o destino tendência em 2021 com segurança.



Mulher sorrindo e olhando para a câmera, com mulheres trabalhadoras ao fundo em uma plantação de chá no Sri Lanka


1. Não há necessidade de quarentena para o turista brasileiro: a vacina por aqui ainda vai demorar para imunizar toda a população. Porém, o destino acena com a segurança necessária nesse momento para aquecer a atividade turística;


2. Recentemente aberto para o turismo após longo período de Guerra Civil que sequestrou 25 anos de sua história, com violência de pretextos religiosos em uma briga pelo comando do país, o Sri Lanka vive, hoje, tempos de relativa calmaria. O turismo tem o potencial para melhorar a vida das comunidades e, por isso, ainda há poucos viajantes, se compararmos a outros destinos asiáticos já consolidados;


3. Encontre sua paz: um país de maioria budista, com diversos templos, estupas e imensas estátuas de Buda, além de cavernas. Diversos hotéis têm foco em bem-estar, meditação, ayurveda e yoga.


4. Praias de surf e kitesurf: a baia de Arugam, na costa leste, é um dos principais locais para surf no país.


5. Paraíso para os amantes de trekking: subir até o topo da Lion´s Rock (Pedra do Leão), em Sigiriya, quase no centro do país, é uma das atividades de trekking mais buscadas do país. São 1200 degraus morro acima para se chegar a uma cidadela antiquíssima com muitas lendas, esculturas, pinturas, jardins. Após 1h30/3h mais ou menos de caminhada, ganhe de recompensa uma bela vista para a natureza esplendorosa da região;


6. Que tal combinar com a Índia? Sri Lanka está ali no sopé da imensa mãe Índia. Este país deve entrar na rota de muitos viajantes em busca de espiritualidade e novos horizontes em 2021 (segundo a SITA, espera-se que a Índia abra suas fronteiras até março). Por isso, combinar as viagens históricas e culturais na Índia com as rotas do Sri Lanka é, sem dúvida, uma combinação super interessante.;


7. Pertinho do país da moda, Maldivas: quem nunca sonhou em ir para as Ilhas Maldivas? Em 2020, foi um dos poucos destinos internacionais abertos e segue firme em 2021. Afinal, mais de 90% dos viajantes se dirigiram aos hotéis isolados em ilhas, em busca da reclusão. Há voos diretos do Sri Lanka ao país e, esperamos que, no decorrer de 2021, haja uma normalização da quantidade de voos entre Colombo e Male.


8. Cultura e natureza na medida: poucos lugares do mundo concentram tantos atrativos, culturais e históricos, tão pitorescos em um pequeno país.


9. Aproxime-se de relíquias e templos seculares: não só de templos budistas é feito Sri Lanka. Há estupas e, em uma delas, há uma relíquia que seria um dos dentes de Buda. Por isso, esse lugar é conhecido como o Templo do dente.


10. Experiências fora da caixa: o país oferece passeios exóticos, como um safári noturno com Loris (Lóris-delgado-vermelho), um dos animais mais raros do mundo, até festivais como Kandy Esala Perahera, a maior celebração budista do mundo, que anualmente faz uma homenagem a relíquia do dente de Buda.


11. Opção perfeita para slow travel: nós, da DUO Network, defendemos roteiros mais lentos e com foco na preocupação ambiental e nas comunidades locais, ou seja, um turismo mais consciente e com um maior tempo de parada em cada cidade. Os roteiros básicos no país pedem 6 dias de dedicação. Porém, nós recomendamos no mínimo 10. Há, inclusive, roteiros de jatos privados possíveis no país.



Quer receber roteiros preparados com muito carinho pela SITA? Escreva para gente: info@duonetwork.com.br


A SITA é um DMC com 23 escritórios próprios na Índia, Butão, Nepal e Sri Lanka. Há mais de 50 anos, organiza viagens sob medida, além de grupos com foco em experiências e viagens transformadoras.

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Instagram Social Icon
  • Twitter Basic Square
  • Grey Facebook Icon

DUO Network 

     +55 11 98106-6846

  • Grey Instagram Icon

@duonetwork

  • Grey Twitter Icon
  • Grey LinkedIn Icon

Copyright © 2018 DUO Network - Todos os direitos reservados